3 – DICAS DE COMO SE TORNAR UM VENDEDOR MELHOR

Você pode não ser conhecido como o melhor vendedor, mas é importante que você tente colocar estas características em suas habilidades e se transformar em um comunicador melhor para ganhar nos negócios e na vida.

Seja como dono de empresa ou empregado, há uma boa chance de que em algum ponto durante todo o dia você gaste tempo fazendo vendas relacionadas com o trabalho. Todos nós, independentemente do cargo ou influência, executamos algum tipo de venda ou influência convencendo alguém de comprar nossa ideia ou produto.

Um CEO ou líder de uma grande organização está constantemente gastando um tempo significativo tentando vender a visão da empresa para os funcionários. Um funcionário que trabalha para uma empresa está gastando uma quantidade significativa de tempo tentando vender seu conjunto de habilidades para que possa ganhar uma promoção e subir a escada corporativa.As vendas são o oxigênio para o crescimento e sucesso do seu negócio. Sem ele, eventualmente não haverá negócio. É impossível crescer sem vendas.

Aqui está três maneiras de se tornar um vendedor melhor:

1- Sempre faça perguntas.

Alguns dos melhores comunicadores que eu já encontrei sempre fazem perguntas. Fazer as perguntas certas nos torna um melhor comunicador e vendedor.

Na sua próxima reunião de vendas ou interação com alguém, tente conduzir a conversa com grandes perguntas. Faça sua pesquisa e venha preparado com grandes perguntas.

Quando você faz boas perguntas, você está fazendo duas coisas que irão ajudá-lo no longo prazo.

Número um, você exibe um senso de humildade que sempre irá atendê-lo de forma positiva.

Número dois, você vai começar a receber as principais respostas que você normalmente não foram capazes de descobrir. Não há nada mais poderoso em ambos os lados quando grandes perguntas são feitas. Conduza com perguntas durante cada interação de aqui para fora.

2- Mude sua percepção sobre as vendas.

Alguma pessoa que encontro não tem uma boa percepção sobre ser vendedor, para muitos, isso soa negativamente. Como se vendedor fosse um enganador, manipulador.

Para ter sucesso em vendas, você deve primeiro mudar sua percepção sobre as vendas. Em vez de olhar negativamente, comece a ver com uma luz totalmente diferente. Vendas significa servir e ajudar os outros a chegar onde eles querem ir. Nas vendas, você só tem sucesso quando você ajuda os outros a ter sucesso.

É muito difícil ter sucesso em vendas e vender com êxito o seu produto ou serviço se você continuar dizendo a si mesmo quanto você odeia vendas e nunca tentar mudar a sua percepção negativa do que realmente representa vendas.

3- Ser obcecado em resolver problemas.

Torne-se obcecado com a resolução de problemas e fornecendo valor real no mercado que o tornará diferente e exclusivo de todos os outros. Os vendedores mais bem sucedidos não olham para uma venda como uma oportunidade para resolver um problema. Eles estão completamente obcecados em se tornar um mestre na resolução de problemas.

Quando você começar a resolver problemas e tornar-se conhecido por ser um solucionador de problemas seu negócio e sua vida vão se transformar.

Tornando-se um vendedor mais polido e trabalhando em suas habilidades de comunicação você irá ter muito mais do que sucesso nos negócios. Você terá uma fama positiva de sempre chegar a um objetivo e resolver os problemas.

Cada processo de vendas precisa ser uma comunicação de duas vias: O cliente define suas expectativas e transmite seus padrões e problemas e você como a pessoa de venda precisa resolvê-lo.

Via SEBRAE

6,701 total views, 10 views today

A NOVA ONDA DOS APLICATIVOS

Os smartphones têm tomado cada vez mais espaço na vida das pessoas. Eles são responsáveis por toda a interação com o mundo virtual. Segundo a Anatel, órgão que regulamenta o uso de aparelhos no Brasil, atualmente são mais de 240 milhões de dispositivos móveis ativos – celulares e smartphones. O app da Google, Play Store, possui 1,4 milhão de aplicativos disponíveis para download em aparelhos Android. A Apple oferece mais de 1,2 milhão deles.

De olho nesse mercado, as empresas têm investido cada vez mais em soluções para aparelhos móveis que interajam com seus clientes e, dessa forma, criam um mundo virtual paralelo.

O YouTube lançou recentemente em sua plataforma a interação com realidade virtual por meio do Google Cardboard, um aplicativo que torna a experiência muito mais real.

O Facebook transformou a vivência das pessoas que utilizam os dispositivos móveis. Após a compra do Instagram, WhatsApp e outras startups menores, ela se tornou proprietária de um conglomerado de tecnologia virtual onde os usuários passam a maior parte do dia.

Dezenas de aplicativos são desenvolvidos e lançados por dia, disponibilizando aos usuários uma lista interminável de opções. Alguns são momentâneos e proporcionam às pessoas diversão e entretenimento – é o caso do Dubsmash, aplicativo que oferecia frases para serem dublados ou o Foursquare, que mostrava aos amigos conectados sua localização e experiência vivida naquele local.

A Moura Informática, uma desenvolvedora de software e aplicativos, irá lançar na ABF Franchising Expo, em São Paulo, um aplicativo que oferece ao usuário um provador virtual móvel. Isso significa poder realizar compras de roupas e acessórios sem sair de casa ou do trabalho.

“O aplicativo é a tendência para pessoas cada vez mais conectadas à internet. Nossa intenção é levar mais comodidade e tecnologia às pessoas. Com esse app, é possível fazer uma compra no intervalo do trabalho ou enquanto relaxa em casa. O diferencial é que a pessoa poderá escolher o tipo físico, o tom de pele, fotografar o rosto e ver a peça de roupa diretamente em um corpo muito próximo da realidade”, explica Natal Moura, Presidente do Grupo Moura.

Uma pesquisa de mercado aponta o funil para este tipo de atendimento ao cliente. “É um novo método de oferecer ao cliente a máxima experiência em inovação e tecnologia. Para os empresários do setor têxtil, pode significar aumento em vendas – nas lojas físicas ou e-commerce”, finaliza Moura.

A estudante Pamela Mendes passa mais de 5 horas por dia conectada ao smartphone. “Faz parte do meu dia. Uso para conversar com meus amigos, me atualizar, estudar, ver novas tendências e principalmente para o trabalho” afirma.

Pamela lembra que estamos em novos tempos e acompanhar não é opção. “O mercado está em desenvolvimento frenético. Empresas que não inovam são rapidamente ultrapassadas”, finaliza.

 

5,591 total views, 20 views today

Self checkout o futuro chegando ao Brasil

Esse nome parece complicado para o brasileiro, muito comum lá fora (EUA / Canadá) o self checkout é muito usado para agilizar o processo de atendimento em grandes supermercados lá fora e está chegando ao Brasil.

Ainda pouco difundido aqui no Brasil, algumas redes de supermercados estão iniciando o processo de implantação desse produto.

 

A rede de supermercados Muffato já conta com esse modelo de atendimento para agilizar o processo de fila para clientes que compram poucas mercadorias.

Algumas empresas de automação comercial que atendem o setor de supermercados, se esforçam para adaptar suas soluções e garantir o máximo de segurança no momento da compra.

A fórmula de sucesso para esse produto ganhar força no Brasil é:

( Honestidade do consumidor +  automação comercial inteligente +  meio de pagamento + sistema antifurto) esses são os itens essenciais para  o produto decolar de vez no Brasil.

Diversas Redes já fazem o piloto dessa solução principalmente no Sul e Sudeste do Brasil. O Custo médio de cada checkout gira em torno de R$ 35.000 a R$ 50.000.

 O Carrefour foi uma das primeiras lojas da capital de São Paulo a implantar a solução de Self checkout. Isso mostra que o mercado aposta  nesse tipo de solução para dar agilidade e ganhar mais eficiência no momento do atendimento.

 

 

 

8,921 total views, 10 views today